horas extras do caminhoneiro
Walter Beirith
Walter Beirith

Horas extras do caminhoneiro: Como funcionam

Dúvidas quanto as horas extras do caminhoneiro? Sim, caminhoneiros tem direito as horas extras e jornada de trabalho. Veja mais e descubra como funciona

A dúvida sobre o funcionamento das horas extras do caminhoneiro é comum e frequentemente recebemos no escritório, por isso criamos um conteúdo exclusivo sobre este direito dos caminhoneiros e motoristas a horas extras. Veja mais

horas extras do caminhoneiro
Você sabia que é direito do caminhoneiro receber horas extras?

Não é novidade que um caminhoneiro passa muito tempo diante de um volante e na estrada. Basicamente, o trabalho é percorrer milhares de quilômetros por todo o país. Mas, e quando essas horas extrapolam o tempo estabelecido por lei para uma jornada de trabalho? A legislação trabalhista prevê oito horas por dia, 44 horas por semana e o máximo de duas horas extras diárias. No entanto, será que existem horas extras para caminhoneiro?

Conteúdos sugeridos:

Horas extras para caminhoneiros

O trabalho fora de uma empresa não retira a obrigação do pagamento de horas extras quando a empresa conta com controle sobre a duração da jornada de trabalho do seu colaborador.

Além disso, no caso de um caminhoneiro ou motorista profissional, a Lei nº 12.619 de 2012, definiu que esse trabalhador conta com o direito de possuir uma jornada e ter o seu tempo no volante checado pelo seu patrão, que poderá utilizar o diário de bordo, a papeleta, a ficha de trabalho externo ou ainda outros equipamentos eletrônicos instalados nos veículos.

Nessa situação, as horas extras para caminhoneiro são devidas e você pode exigir o pagamento de suas horas extras.

Foi exatamente essa a visão que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Minas Gerais adotou ao julgar os recursos de duas companhias, que não concordavam com a necessidade de ter que arcar com as horas extras de caminhoneiros – motoristas.

De acordo com as empresas, os trabalhadores exerciam jornadas externas, que não poderiam ser compatíveis com a fiscalização ou com a definição de um horário padrão de trabalho, segundo o artigo 62 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Porém, depois de analisar toda a situação, o desembargador responsável pelo caso discordou das empresas e decidiu a favor dos empregados.

Jornada do caminhoneiro: Dever de horas extras

Em regra, o colaborador que realiza atividade fora da empresa, por não estar ligado a nenhum horário, não está sujeito também ao sistema padrão de expediente de trabalho de acordo a CLT.

jornada de trabalho do caminhoneiro
A jornada de trabalho do caminhoneiro é fundamental para avaliar as horas extras

No entanto, a exceção definida no artigo 62 da CLT se refere somente à atividade externa que não possa contar com o estabelecimento de um expediente. Nessa situação, sendo impraticável ao empregador determinar o período gasto pelo empregado, não é obrigado o pagamento de horas extras.

Para que o empregador não tenha a responsabilidade de efetuar o pagamento das horas extras para caminhoneiros é preciso não apenas que os compromissos profissionais sejam efetuados fora da empresa, mas também fique comprovado que a empresa não tem meios de estabelecer e acompanhar o horário desse trabalhador por causa da natureza de sua função.

Sendo assim, essa situação não se aplica para os caminhoneiros e/ou motoristas profissionais, já que existe meios para definir rotas, rastrear os caminhões via satélite e/ou tacógrafo, ou seja, as companhias podem se equipar com ferramentas tecnológicas e praticas para controlar o tempo de trabalho de seu funcionário durante a realização de sua atividade.

Uma empresa pode saber a localização do caminhão, a velocidade do seu veículo e os momentos e os locais de começo e encerramento das paradas. Se as empresas não realizam o controle da jornada de trabalho, isso ocorre por pura conveniência ou desinteresse das companhias e não por falta de recursos.

Veja mais conteúdos sobre os direitos dos trabalhadores.

Caminhoneiro tem direito às horas extras

Desta maneira, a lei de 2012, que regula a atividade de motoristas profissionais, definiu o controle do tempo no volante como um direito da categoria. Assim, a jornada dos motoristas deve ser controlada através de ferramentas físicas e/ou eletrônicas. Logo, não resta nenhuma dúvida a respeito da utilidade dos recursos tecnológicos para a finalidade de controle da jornada de trabalho.

caminhoneiro tem direito a hora extra
O caminhoneiro tem direito a receber horas extras. É seu direito, entre em contato

A Lei 12.619 chegou para acabar com todo o descaso com os caminhoneiros e motoristas profissionais e esclarecer qualquer dúvida a respeito da duração da jornada de trabalho e as respectivas horas extras.

Justamente por isso, o profissional, que tem no volante a sua ferramenta de trabalho, tem razão em exigir o controle da duração de seu tempo de trabalho e também solicitar o pagamento de suas horas extraordinárias, quando necessárias.

Precisando de ajuda com seus direitos trabalhistas? Entre em contato com nosso escritório de advocacia trabalhista mais próximo.

    Seu nome*

    Seu telefone*

    Sua Cidade*

    Seu e-mail*

    Assunto*

    Resumo do caso

    Compartilhe este post!

    Share on facebook
    Share on google
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on pinterest
    Share on print
    Share on email